Importância da Fisiologia do Exercício no Treinamento do Basquete




http://img.aws.ehowcdn.com/intl-620/ds-photo/getty/article/142/219/78029773.jpg

O basquete mundial, nos moldes, atuais é considerado como esporte de movimentação rápida e seus atletas precisam ter desempenho versátil, pois são obrigados a se deslocarem em curtos espaços de tempo, com alto desempenho de acertos em suas marcações e, principalmente, na finalização de seus arremessos.



 


O basquete exige um conjunto de capacidades físicas reunidas em cada jogador, como a força, a velocidade e agilidade. Por isso, além da preparação física deve-se ter atenção na alimentação, pois esta irá contribuir no fornecimento de energia e também na agregação de proteínas para o crescimento da fibra muscular. Além disso, conhecer os fundamentos técnicos da modalidade entendendo quais grupos musculares atuam mais durante as tarefas solicitadas no jogo, e assim buscando uma integração entre força, resistência e flexibilidade para as demandas dentro da quadra

Durante o jogo de basquete são realizadas diversas ações motoras, como, por exemplo, saltos, lançamentos, arremessos, movimentos explosivos e corridas rápidas em várias direções, que dependem de diferentes sistemas energéticos. Saber quais são esses sistemas dentro da fisiologia do exercício é fundamental para um bom trabalho.

A característica intermitente do basquete, com ações de alta intensidade e elevada demanda fisiológica manifestada durante o jogo sugere a necessidade de um nível elevado e especializado de aptidão física para se alcançar o alto rendimento. Bem como sugere que o treinador ou preparador físico deva estar ciente de suas demandas energéticas para poder planejar o treinamento adequado e coerente com as necessidades impostas pelo jogo de basquete a seus atletas.

Cada esporte tem exigências diferenciadas, por isso devem ser priorizadas. Durante um jogo de basquete os indivíduos atingem esforços máximos por um curto período de tempo, e o período de recuperação ocorre após os esforços curtos e intensos nas pausas do jogo. Assim, torna-se necessário exercitar todas as rotas energéticas que serão essenciais para a produção de energia.

Existem inúmeros fatores fisiológicos que devem ser levados em consideração no momento de planejar o treinamento dos atletas. No basquete é necessário ser observado às exigências físicas do jogo para que a preparação física dos atletas supra as suas necessidades. Além disso, torna-se importante aliar o trabalho do preparador físico ao nutricionista, evitando equívocos na dieta alimentar. Dependendo da intensidade do esforço durante o treinamento, deve ser observada a quantidade ideal de reposição hídrica. Contudo, também ressaltamos que é importante aliar o trabalho do treinador e do preparador físico, mesmo em equipes amadoras, para que em conjunto possam discutir e identificar o que necessita ser priorizado no treinamento para o grupo e individualmente.


CURSO ONLINE Basquete Educacional - Tudo que você precisa saber para dar aulas de basquete do absoluto ZERO!

Você não pode perder:

Guia completo GRÁTIS: Como ser um Professor de Esportes Eficiente . Transforme suas aulas de Esportes e sua carreira com essas dicas!
Manual para Professor de Basquete


Comente:

Importância da Fisiologia do Exercício no Treinamento do Basquete Importância da Fisiologia do Exercício no Treinamento do Basquete Editado por Dani Souto Esporte Educacional on 13:59 Nota do Post: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.